Quem é amigo?

Amigo é alguém que te ama
Amigo é alguém que te apoia
Amigo é alguém que te chama
Nos momentos em que não percebe que é uma joia

Amigo é de verdade
Amigo é sua metade
Ele te apoia nos momentos de dor
Ele te acolhe com muito fervor

Ser amigo é difícil
Porque dói no início
Você precisa abdicar
Pra poder se entregar.

-Gabriele

Em reforma?

Estou postando este texto somente para informar a mudança de nome do blog.

Aquela garotinha que escrevia em “letras com batom” não existe mais, portanto senti a necessidade de uma reforma no nome e interface do mesmo.

Continuarei escrevendo sobre amores, desamores e tudo que for sobre sentir intensamente, mas agora, o blog se chamará “de uma alma para outra”, pois acredito que um texto sai de um coração com o propósito de atingir outros, nada se encaixaria melhor, né?

-Gabriele

Único desejo

Dizer que sofro e choro por sentir demais é uma afronta para alguns, mas é a verdade, meu sonho seria sentir só metade do que sinto nos dias sombrios.

Se eu tivesse poder de escolher, escolheria apagar todas as memórias, mesmo se as boas estivessem nesse meio, seria mais fácil viver, não?

Seria mais fácil olhar para as pessoas e não imaginar o quanto podem ser cruéis.

Seria mais fácil não temer a entrega por medo de se perder em quem não te dá nem o mínimo (reciprocidade) e, isso vale para qualquer relacionamento, o medo de se entregar, estraga tudo.

Seria mais fácil viver de verdade e não somente sobreviver.

Seria mais fácil amar sem medidas e confiar pois, no mundo ideal, desconfiança não existiria.

Ai…Se me fosse concedido um único desejo, nem que fosse somente por algumas horas, eu desejaria ter paz e domínio sobre meus pensamentos, não sentir tanto todas as dores do mundo.

Desejaria estar viva(de verdade).

-Gabriele

Você ainda precisa viver!

Você ainda precisa se formar, você ainda precisa dizer “sim” para a pessoa da sua vida, você ainda precisa ter filhos e vê-los crescer, você ainda precisa ter animais que irão aguardar sua chegada diariamente como se sempre fosse a primeira vez.

Você ainda precisa fazer aquela viagem dos sonhos, ouvir sua música preferida, conhecer seu autor predileto ou alguém que você admira.

Você ainda precisa tentar fazer cada uma dessas coisas, mas mesmo que você não almeje nada disso, você ainda precisa viver, não porque eu estou te dizendo para fazer isso, mas porque lá na frente tudo isso vai valer a pena.

Eu sei que agora parece difícil acreditar, que as lágrimas são diárias e a dor é companheira constante, mas vai passar e você verá que cresceu como nunca cresceria sem vivenciar tudo isso, a dor vira aprendizado.

Você importa, mesmo que não acredite nisso.

-Gabriele

Memórias

Somos feitos de memórias, suas memórias te levam ao céu ou ao inferno?

Se você é uma pessoa “comum”, provavelmente responda que te levam ao céu, se você enfrenta algum problema psicológico(depressão,TAG, transtornos de personalidade e etc), provavelmente responda que te levam ao inferno.

Queria dizer que qualquer que seja a resposta, você pode mudar o seu presente, não viva preso às lembranças, elas servem para te fazer ser quem é mas, podem te levar à viver uma realidade que não existe mais.

O agora é o que importa.

Certa vez eu ouvi que existem dois tipos de pessoas, as que olham para um copo com água até a metade e dizem que está meio vazio e as que olham para esse mesmo copo e dizem que está meio cheio.

Em qual dos grupos você se encaixa? Em qual dos grupos você gostaria de estar? Você faz algo para alcançar isso?

Parece clichê dizer isso mas, você precisa ser a mudança que deseja no mundo, livre-se da hipocrisia e seja o seu melhor.

-Gabriele

Sobre o aniversário que se foi

Hoje estou fazendo aniversário, uma data comum para tantas pessoas, mas uma data de muitas reflexões para mim.

Hoje não é um dia feliz, é um dia em que eu me esforço para sorrir sem pensar que no ano passado nesse dia eu acreditava que tinha muitos amigos.

Hoje não é um dia para sorrir, é um dia para refletir.

Refletir sobre o quanto as prioridades mudam e o que era comum se torna extraordinário(o inverso também).

Minhas lágrimas molharam o travesseiro logo ao acordar, foi a saudade do amanhecer com mensagens de parabenização, do amor sendo a essência do dia.

O dia foi permeado por lembranças saudosas das amizades que tornavam a minha existência tão gostosa e fácil de ser vivida.

Nesse ano que passou eu aprendi que a vida dói, não é fácil mas é bela.

P.s. sempre tem uma saída.

P.s.2 os dias ruins também passam.

-Gabriele

Se eu pudesse apagar as memórias

Um ano atrás eu vivia uma realidade diferente.

Uma realidade onde eu tinha muitos amigos(pasmem, eram de qualidade).

Uma realidade onde eu conseguia dormir sem ficar pensando no que poderia ter ocorrido se eu tivesse me priorizado desde o início.

Um ano atrás eu não imaginava quanto eu ia desejar ter feito algumas coisas de maneira diferente, o quanto eu ia desejar não ter ficado com alguém para não perder sua amizade.

Um ano atrás eu jamais imaginaria que estaria querendo o que achava ter: amigos.

Eu não desejei me tornar uma pessoa medrosa e insegura, mas me tornei.

E o que aprendi?

Aprendi que mesmo que eu não queira, algumas coisas vão acontecer e terei que lidar com elas com a maturidade e receptividade que possuir no momento.

Aprendi a tentar não me culpar e martirizar pelo passado.

Aprendi o significado do ditado “águas passadas não movem moínhos”.

Aprendi que a vida de todos(inclusive a minha) continua, independente de quanta dor eu esteja sentindo.

P.s. somos mais fortes do que imaginamos e descobrimos isso nos momentos em que pensamos: “eu não aguento mais” e continuamos mesmo assim.

P.s.2 VOCÊ CONSEGUE.

-Gabriele